Social

8 em cada 10 não farão encontro no Dia das Mães

Publicado em

Pela segunda vez consecutiva, o Dia das Mães, acontecerá em meio à pandemia, e neste ano, com uma bagagem ainda maior de exaustão, em função dos mais de 15 meses em isolamento social. E, ainda: a mãe é a pessoa multitarefa de sua casa.

Neste ano, segundo 20,7% dos brasileiros, a data será celebrada indo até a casa da mãe ou sogra é uma opção.

Segundo a Hibou, especializada em monitoramento de mercado e consumo, o brasileiro considera o Dia das Mães como uma data de reconhecimento para todas elas (33%) ou com uma simbologia importante (22,1%). Já 13,8% enxergam como uma chance de reunir a família. O que não pode faltar nessa data tão especial é a família (71,2%), almoço (35,7%) e presentes (12,8%).

Obviamente, as mães estão no topo da lista de presentes para esse dia tão especial para 73,6% da população; porém 17,6% também auto presenteiam, 12,1% não compram presente para alguém e 11,6% compra, sim, mas para as avós. Para escolher esse presente, 52,9% apostam em algo que ela já queira, 22% algo que ela não espera e 21,9% escolhem algo útil para o dia a dia. Entre os tipos, temos: vestuário (61,6%), calçados (44%), perfumes (40,3%), bolsas e acessórios (37,6%), beleza e maquiagem (26,5%) e joalheria (26%).

“Dos brasileiros, 58,4% colocaram a segurança em primeiro lugar, e farão a compra dos presentes pela internet; 24,1% têm planos de assumir o risco e fazer a compra em lojas físicas, mesmo com a opção pick-up (encomendar e retirar) disponível, opção que traz menos risco e é considerada por 8,6% dos entrevistados ” – diz Lígia Mello, sócia da Hibou.

Importante salientar ainda que escolha pela compra online também reflete a idade da população e afinidade com internet e tecnologia, em que a maior fatia, de 69,7%, possui de 26 a 35 anos. (Fonte: Hibou – Foto: Freepik)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo