Social

Alysson Paulinelli indicado ao Nobel da Paz

Publicado em
Professor Alysson Paulinelli

O professor Alysson Paulinelli foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz de 2021. Natural de Bambuí-MG, professor de Irrigação da Escola de Agricultura de Lavras – ESAL, secretário de Estado de Agricultura de Minas Gerais, ministro de Agricultura, deputado federal constituinte, Alysson Paulinelli tem um grandioso trabalho prestado à agricultura brasileira desde a década de 60, contribuindo para uma verdadeira revolução do setor no País. Fundou a Empresa Brasileira de Pesquisa Agrícola Brasileira (Embrapa) e foi também presidente do Banco do Estado de Minas Gerais e da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). Sua iniciação na vida pública deu-se no início da década de 1970, por convocação do então governador Rondon Pacheco, de Minas Gerais, para assumir a Secretaria de Estado de Agricultura.

Foi criador de incentivos e inovações tecnológicas que tornaram o estado de Minas Gerais o maior produtor de café do Brasil. Como grande incentivador da pesquisa, ciência e tecnologia, implantou um programa de bolsa de estudos para estudantes brasileiros em diversos centros de pesquisa em agricultura pelo mundo. Em 2006, ganhou o prêmio World Food Prize; equivalente ao Nobel da Alimentação, que é dado a pessoas, independente de raça e gênero, que ajudaram notadamente a população a melhorar a qualidade, quantidade ou disponibilidade de alimentos no mundo.

“A indicação de Paulinelli é um reconhecimento mais do que justo ao seu extraordinário trabalho em prol da agricultura brasileira com a visão de promover justiça social no Brasil e no mundo. Merece todo nosso apoio em ser o grande mineiro a levar o Nobel da Paz 2021” – destaca o presidente da Associação Mineira de Municípios –AMM -, Julvan Lacerda.

“Sinto orgulho em ter implantado a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Agricultura de Minas Gerais quando da gestão do secretário professor Alysson Paulinelli. Com ele, aprendi muito, pois ele é um profissional de múltiplos conhecimentos. O Nobel da Paz seria o coroar de uma vida toda voltada para o engrandecimento do ser humano” – ressalta o jornalista José Gonçalves Cangussu, diretor do DIÁRIO do MUCURI. Fonte: AMM – Foto: Feed&Food)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo