Cidade e Região

Arlindo Matias fala sobre prisão do padre Joel

Publicado em
Arlindo Matias: responsabilidade pelos atos

O radialista Arlindo Matias, do programa “Deu na Rede” (Rádio Mucuri AM), de Teófilo Otôni-MG, foi ouvido pelo DIÁRIO do MUCURI sobre a prisão do padre Joel. Em sua fala, ele defende a Ética e a Lei, dizendo que “as pessoas têm que ser responsabilizadas por seus atos”.

Veja, a seguir, a fala de Matias ao DIÁRIO do MUCURI:

“O histórico é conhecido de todos. Eu acho que muitas coisas tornaram-se obscuras, quer seja por fatos relatados de terceiros, quer seja até de medidas que outras pessoas já tomaram, e isso é do conhecimento público.”

E prossegue:

“O que eu acho é o seguinte: em a Polícia constatando essas irregularidades e tudo, que as pessoas sejam apenadas. Não adianta, as pessoas têm que ser responsabilizadas por seus atos. Elas têm que ser glorificadas ou abençoadas pelos atos corretos, e realmente elas têm que ser postas contra a parede pelos seus atos ilícitos, uma vez comprovada a ilicitude ou mesmo o dolo, o crime, a ma fé.”

Arlindo Matias pondera:

“Dentro do contexto religioso de uma maneira geral, nós estamos habituados a ver esse tipo de situação. O que espero é que aquela pessoa que conheci do padre Joel, é que ele não esteja com o pé tão profundo na lama, como se apresenta.”

O radialista informa:

“Mas, como pessoa humana, conheci um homem simpático, de bom diálogo, de um conhecimento profundo, não só na área teológica, mas um homem também cheio de mistérios em volta.”

E conclui, sentenciando:

“E é isso, as pessoas pagam pelo seu histórico. E pagarão um preço maior ou menor diante de determinadas situações, a exemplo dessa que ele está vivendo no momento.” (Fonte: Arlindo Matias – Foto: Reprodução/Deu na Rede)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo