Cidade e Região

Associação Cultural Ferroviária Bahia Minas está abandonada em Teófilo Otôni

Publicado em
Inoperante e com sujeira, a Associação Cultural Ferroviária Bahia Minas sequer abre sua sede

Parcela da população de Teófilo Otôni-MG está preocupada com os caminhos que vêm sendo trilhados pelos patrimônios material e cultural da área ferroviária de Teófilo Otôni-MG.
Denúncias chegadas ao DIÁRIO do MUCURI se agregam às já veiculadas sobre a locomotiva “Pujixá”, enferrujando na Praça de Tiradentes. Desta vez, os denunciantes apontam o descaso pelo qual vem passando a Associação Cultural Ferroviária Bahia Minas. Segundo essas fontes, “é vergonhosa a situação de abandono da sede física” da referida entidade. Acrescentam que ela é “presidida de forma muito negativa pelo vice-prefeito do município, Éder Detrez, que mostra na gestão desta agremiação a mesma incompetência gerencial que seu par, o prefeito Daniel Sucupira, demonstra na gestão da cidade”.


Prosseguindo, as fontes dizem: “A referida associação foi contemplada com recursos do Fundo Estadual de Cultura na gestão da então secretária de Estado de Cultura Elbe Brandão para reforma completa do espaço, aquisição de mobiliário e equipamentos para montagem de um museu ferroviário que nunca saiu do papel, E, o que mais chama a atenção é a atual situação de abandono, pois a mesma não abre suas portas nem por ‘reza braba’ e também não desempenha alguma atividade relevante no âmbito de suas atribuições. Vide o maior exemplo a situação de abandono em que se encontra a máquina de ferro localizada na Praça de Tiradentes.”
“E, para coroar a incompetência do presidente e vice-prefeito, soma-se a toda essa situação a incoerência do mesmo, que se apresenta como pai de um projeto de traçado muito mal chamado de ‘ferrovia em Y’, que não tem alguma base técnica, não possuiu estudos e muito menos viabilidade apontada” – acrescentam.


Encerrando, as mesmas fontes sugerem: “O Dr. Éder faria muito bem se deixasse de gerir a associação e de passar e fazer a cidade passar vergonha com a apresentação desse projeto esdrúxulo e idiota e começasse a trabalhar no que supostamente ele entende, que é a Medicina, atendendo os usuários do SUS do município, que amargam longas filas de espera na busca pelos serviços médicos de ortopedia, suposta especialidade do médico/político/gestor e projetista.” (Fontes e fotos: Pessoas de bem interessadas na boa gestão dos patrimônios material e cultural de Teófilo Otôni)

Mato na sarjeta e no passeio; parede superior sendo erodida pela chuva: eis a sede da Associação Cultural Ferroviária Bahia Minas

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo