Política

Banners: acusação e defesa dos vereadores situacionistas

Publicado em

Em Teófilo Otôni-MG, a aproximação das eleições municipais está provocando um debate sobre os nove vereadores que apoiam o prefeito Daniel Sucupira. Ontem, nas redes sociais, foram postados dois banners de conteúdoscontrários, com o primeiro acusando e o segundo defendendo os parlamentares.

A acusação é de que os nove edis situacionistas, em troca do emprego de R$ 180 milhões, se sujeitam ao mando do prefeito: “CHEQUE EM BRANCO – Prefeito manda, e os vereadores obedecem.”

No rodapé do banner, em referência aos nove vereadores, cujas fotos estão estampadas sobre fundo degradé avermelhado, há o seguinte texto: “Traidores do povo! Enquanto falta tudo, essa turma aí deixa o prefeito gastar milhões sem prestar contas, fazendo shows e politicagem.”

Os vereadores mostrados são Fábio Lemes, Felipe Barbosa, Gilson Dentista, João Paulo, Marcinho da Serraria, Mila, Raulino do Sindicato, Tina e Vânia Resende.

O segundo banner, de fundo verde, mostra os mesmos nove parlamentares, mas com o título “NOVE VEREADORES SEM MEDO – Apesar das ameaças e das mentiras lançadas”.

O banner informa:

“Esses vereadores garantiram pra população que mais precisa:

– Serviços de Saúde

– Funcionamento da Educação

– Creches com atendimentos

– Limpeza urbana

-Calçamentos em vários bairros”

E encerra, fazendo referência aos edis oposicionistas, insinuando serem eles os autores do banner acusatório:

“Para 10 vereadores com dinheiro e cheios de ameaça, temos nove vereadores sem medo e ao lado do povo!”

Os 10 parlamentares oposicionistas são: Assis da Prefeitura, Cajaíba, Dedeu Baterias, Gabriel Gusmão, Filipe Costa (presidente da Câmara), Melquisedeque da Auto Escola, Northon Neiva, Paulinho de Dona Naná, Paulo Marreco e Taquim da Sucam, (Fotos: Reproduções/redes sociais)

O banner acusatório
O banner defensivo
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo