Saúde e Beleza

Brasil busca contatos do homem confirmado como primeiro caso de coronavírus

Publicado em
O ministro de Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fala à imprensa sobre o primeiro caso de um brasileiro infectado pelo novo coronavírus

As Secretarias de Estado e Municipal de Saúde de São Paulo, com apoio da Anvisa, estão realizando a identificação dos contatos do homem confirmado como o primeiro caso de novo coronavírus no Brasil. As buscas são por domicílio, hospital e voo. O Ministério de Saúde confirmou, ontem (26/02/20), que se trata de um homem de 61 anos, que dera entrada no Hospital Israelita Albert Einstein, na terça-feira (25), com histórico de viagem para Itália, região da Lombardia.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reforçou que já era esperada a circulação do vírus, mas que, diferente dos demais países com transmissão, o Brasil ainda não está no inverno – período em que há maior risco de contágio. “É mais um tipo de gripe que a humanidade vai ter que atravessar. Das gripes históricas com letalidade maior, o coronavírus se comporta à menor e tem transmissibilidade similar a determinadas gripes que a humanidade já superou”, explicou.

“Nosso sistema já passou por epidemias respiratórias graves. Iremos atravessar mais esta, analisando com os pesquisadores e epidemiologistas brasileiros, qual é o comportamento desse vírus em um país tropical”, ressaltou.

O ministro garantiu, ainda, que “a população brasileira terá todas as informações necessárias para que cada um tome suas precauções, que são cuidados com a higiene e etiqueta respiratória, como lavar as mãos e o rosto com água e sabão. Este é um hábito importante e higiênico para evitar não só doenças respiratórias como outras doenças de circuito oral”.

Para Mandetta, o Brasil está preparado para testar os casos e para garantir que casos confirmados sejam monitorados e tratados.

Para evitar contaminação, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Para mais informações, acesse www.saude.gov.br/coronavirus. (Fotos: Fotos Públicas/NIAID-RML)

Imagem do microscópio eletrônico de transmissão mostra o SARS-CoV-2 – também conhecido COVID-19 (Novo coronavírus)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo