Economia

Cai em dois milhões os trabalhadores afastados pela pandemia

Publicado em

O número de pessoas ocupadas que estavam afastadas do trabalho devido ao distanciamento social manteve a trajetória de queda verificada desde que começou o processo de flexibilização. Esse contingente caiu para 8,3 milhões (10,1% dos ocupados) entre 28 de junho e 4 de julho, enquanto na semana anterior eram 10,3 milhões.

Já a população ocupada e não afastada do trabalho aumentou de 69,2 milhões para 71,0 milhões. Dentro desse grupo, 8,9 milhões (12,5%) trabalhavam remotamente, mantendo estabilidade em relação à semana anterior. Os dados são da PNAD COVID19 semanal, do IBGE.

“Enquanto a população ocupada e afastada por diversas causas, inclusive distanciamento social, diminuiu em cerca de 2,5 milhões de pessoas, os ocupados e não afastados aumentaram em 1,8 milhão, uma diferença de cerca de 700 mil”, explica a coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, acrescentando que uma parte dos ocupados retornou ao trabalho e outra parcela foi para fora da força, ou seja, não voltou a trabalhar, nem procurou trabalho. (Fonte e foto: IBGE-Unidade Minas Gerais)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo