Política

Ciclo Justiça Fiscal e Desigualdade será aberto por Dilma

Publicado em
Dilma Roussef, pronta para a mesa do Ciclo de Debates

De hoje (13/07/21) a 28 de setembro, ocorre o ciclo de debates “Desenvolvimento, Novas Desigualdades e Justiça Fiscal no Brasil”. Trata-se de uma promoção dos Institutos Lula e Justiça Fiscal, e entidades coordenadoras da campanha Tributar os Super-Ricos. A abertura dos trabalhos, às 19h30, será da ex-presidente Dilma Rousseff, que os organizadores teimam em, erroneamente, denominar de “presidenta”.

O ciclo é composto por 10 encontros tendo o sistema tributário como eixo condutor nas análises. Os fundamentos da desigualdade social, as transformações da sociedade contemporânea e os desafios imediatos e estratégicos serão abordados por vinte especialistas.

SUPER-RICOS

“A tributação no Brasil onera muito mais os mais pobres do que os mais ricos proporcionalmente às suas rendas. Esse é um dos fatores importantes para a persistência e o aprofundamento da desigualdade social, além de um entrave a um desenvolvimento econômico sustentável e distributivo. Alterar essa estrutura é fundamental para promover justiça fiscal” – resume a presidenta (Sic) do IJF, Maria Regina Paiva Duarte.

A campanha propõe tributar apenas 0,3% mais ricos (600 mil pessoas entre 210 milhões), arrecadando cerca de R$ 300 bilhões ao ano.  As oito medidas para alcançar esse montante foram apresentadas ao Congresso Nacional em agosto de 2020, mas não estão em tramitação ainda.

O 1% da população mais rica do Brasil detém quase a metade da riqueza nacional (49,6%), aponta o relatório da Riqueza Global, publicado em junho pelo banco Credit Suisse. O país só perde para o Catar em concentração de riqueza e é o nono país mais desigual do mundo.

As inscrições são gratuitas, estão abertas até 18 de julho e podem ser feitas por formulário online neste link (bit.ly/ciclojusticafiscal). (Fonte: Katia Marko – Foto: Migalhas/Freepik)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo