Cidade e Região

Cicloturismo no Vale do Mucuri

Publicado em
Reunião discutiu o incremento do turismo no curso da antiga ferrovia Bahia e Minas

O mapeamento da rota de cicloturismo e a estratégia de gestão que permita implementá-la, por meio de capacitações e todas as demais ações necessárias para consolidar esse roteiro turístico na região, estão sendo decididos por entidades ligadas ao Vale do Mucuri, segundo o turismólogo e gestor técnico da Associação do Circuito Turístico das Pedras Preciosas, Bruno de Sá.

A ideia principal do projeto é desenvolver uma rota de cicloturismo na via onde passava a antiga Estrada de Ferro Bahia e Minas (EFBM).

O projeto “Rota Cicloturismo Bahia Minas” visa a aumentar o faturamento das pequenas empresas instaladas ao longo do roteiro turístico e atrair novos negócios.

O assunto já foi discutido em reunião realizada no último dia 18, em Teófilo Otôni, com presença de representantes deste município e de Poté, Ladainha e Novo Cruzeiro, por iniciativa do Sebrae Minas. “Enxergamos essa rota como oportuna para aquecer o turismo regional e, consequentemente, fomentar emprego e renda. O Sebrae, juntamente com o Circuito Turístico das Pedras Preciosas, está atuando como articulador ao apresentar essa oportunidade aos municípios que fazem parte deste projeto. Com a participação dos municípios e de outros parceiros, estamos viabilizando financeiramente essa rota” – explica o gerente da Regional Jequitinhonha e Mucuri do Sebrae Minas, Rogério Nunes Fernandes.

Para o prefeito de Novo Cruzeiro, Nem Capotão, o projeto pode colocar a região na rota nacional do cicloturismo. “A gente sai daqui com uma perspectiva muito boa. A ideia do cicloturismo é fantástica, e Novo Cruzeiro está pronta para abraçar essa causa. Vamos caminhar junto com o Sebrae para a concretização da ideia” –  afirma  o prefeito. (Fonte e foto: William de Jesus/;Sebrae-MG)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo