Política

Condenado assassino da enteada

Publicado em
Mãe da vítima ouve a sentença que condenou o ex-companheiro pela morte da filha

Jovem foi morta a golpes de facão diante dos irmãos mais novos

Foi condenado a 21 anos, 1 mês e 15 dias de prisão o homem acusado de ter matado a enteada a golpes de facão no Dia das Mães em 2020. O crime ocorreu no Beco Alvorada, na Comunidade Morro do Papagaio, na Barragem Santa Lúcia, em Belo Horizonte.

A sentença é do juiz Daniel Leite Chaves, que presidiu o júri na quarta-feira (13/1) e se baseou na decisão do Conselho de Sentença, formado por seis mulheres e um homem.

O conselho acatou a tese do promotor José Geraldo de Oliveira, de que o acusado praticou o crime de homicídio qualificado, com recurso que dificultou a defesa da vítima e ainda com a agravante de o crime ter sido praticado por razões da condição de sexo feminino, o que levou o juiz a aumentar a pena, mesmo considerando a confissão espontânea do acusado.

DENÚNCIA

Consta no processo que o acusado foi casado com a mãe da vítima, e o casal tinha dois filhos menores. A jovem conviveu com o padrasto desde os 9 anos de idade, mas foi morar com a avó, alegando que eles não se davam bem e que queria evitar as investidas sexuais dele.

Segundo a denúncia, no dia 10 de maio de 2020 o casal já estava separado havia dois anos, e a vítima chegou para comemorar o Dia das Mães. Enquanto ela aguardava a mãe, que estava dando banho nos filhos menores, foi surpreendida na sala pelo padrasto, que continuou a atacá-la mesmo diante das crianças.

O acusado atingiu a filha da ex-companheira com golpes de facão na região da nuca, provocando-lhe sua degola parcial.

De acordo com a sentença, o réu deverá aguardar preso a fase de recurso. O cumprimento da pena será em regime inicial fechado. Processo 0338523-98.2020.8.13.0024. (Fonte e foto: TJMG-Unidade Fórum Lafayette)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo