Política

Corrupção: busca e apreensão na residência de Witzel

Publicado em
Witzel: de juiz de Direito a investigado na Lava Jato

O governador e ex-juiz de Direito Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, teve mandado de busca e apreensão contra ele cumprido pela Polícia Federal na manhã de hoje (26/05/20), em decorrência de inquéritos sobre corrupção. A ação da Lava Jato aconteceu na residência oficial do governador, o Palácio Laranjeiras.

Outros 11 endereços no Rio e em São Paulo constam da operação Placebo. Neles também, mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

A origem da ação são desvios de recursos na construção dos hospitais de campanha contra o Coronavírus, no Rio de janeiro. O mandados de busca e apreensão são do STJ – Superior Tribunal de Justiça. A Polícia Federal informou que as investigações acusam “a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do Estado do Rio de Janeiro” (Foto: Conjur/Reprodução)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo