Saúde e Beleza

Covid-19 cai 24%em Minas

Publicado em
Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula infectada com uma cepa variante de partículas do vírus SARS-CoV-2

Indicador baixo é reflexo do avanço da vacinação; onda verde continua em todo o estado

A incidência do coronavírus em Minas Gerais atingiu a marca de 25 casos para 100 mil habitantes, o que revela forte desaceleração da pandemia no estado, puxada pelo avanço da vacinação. No Vale do Aço, o indicador ficou ainda mais baixo, com dez confirmações para 100 mil habitantes.

Somente nos últimos sete dias, a queda da taxa, no geral, foi de 24%.

Para comparação, entre os dias 20/3 e 27/3, quando todas as macrorregiões de saúde de Minas Gerais encontravam-se na onda roxa do Minas Consciente, a incidência média foi de 373,18 casos por 100mil habitantes.

Os números da doença foram apresentados durante a reunião quinzenal do Comitê Extraordinário Covid-19, grupo de trabalho e monitoramento sanitário.

O secretário de Estado de Saúde, médico Fábio Baccheretti, atribui a contínua melhora da situação a uma maior adesão à imunização.

“Os mineiros e as mineiras estão fazendo a sua parte e procurando a vacina. Isso gera um impacto direto em tudo. Os óbitos diminuíram, principalmente entre os idosos, público mais sensível, as internações também tiveram queda, assim como a ocupação de leitos. É um efeito cascata positivo. Queremos que a situação melhore ainda mais; muita gente ainda não tomou a segunda dose; então, é preciso colocar o cartão de vacina em dia” – disse.

Leitos e internações

Em relação à ocupação de leitos, a taxa nas UTIs SUS exclusivas para Covid-19 está, atualmente, em 18,33%. Na enfermaria, o percentual é de 5,08%.

As solicitações de internações reduziram-se 23,8% em quatro semanas.

Todas as macro e microrregiões do estado estão na onda verde no Minas Consciente.

No recorte por macrorregião, o cenário segue favorável, na fase mais flexível do plano de retomada segura das atividades há mais de dois meses. (Fonte: Secretaria de Saúde de Minas Gerais – Foto: NIAID)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo