Economia

Cresce crédito pelo Fampe em Minas

Publicado em

O volume de recursos liberados em operações de crédito com recursos do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) em Minas Gerais, no primeiro semestre de 2021, já corresponde a quase 70% do total realizado no ano passado. Entre janeiro e junho deste ano, já foram feitas 7.536 operações avalizadas pelo fundo no estado, somando mais de R$ 394 milhões em recursos liberados, sendo quase 80% desse montante garantido pelo Fampe.
O levantamento foi feito pelo Sebrae Minas, que também ouviu, entre os dias 3 e 21 de maio, 800 empresários mineiros (MEI e MPE) que acessaram alguma linha de crédito utilizando o Fampe entre janeiro de 2020 e março de 2021. O objetivo do estudo é entender as dificuldades enfrentadas pelos empreendedores no processo de tomada de empréstimo, utilização e pagamento do crédito.

MOTIVAÇÕES
De acordo com a pesquisa, os principais motivos que levaram os empresários a buscar crédito por meio do Fampe em Minas Gerais, no ano passado, foram a necessidade de gerar fluxo de caixa (46% dos entrevistados) e a precaução por conta dos efeitos da pandemia nos negócios (33%). Outras razões apontadas pelos empresários para a tomada de crédito foram: quitar dívidas da empresa (20%), implantar melhorias em geral (15%) e compra de mercadorias (13%) e equipamentos (11%).
O levantamento também mostra que mais da metade dos entrevistados (52%) têm a intenção de buscar crédito em 2021. As motivações para a obtenção de um novo empréstimo, contudo, se diferenciam em relação ao anterior. Gerar fluxo de caixa continua como o principal objetivo para a maior parcela dos empresários (47%). Já a precaução em razão da pandemia segue representando uma importante motivação para os empresários, mas agora aparece em terceiro lugar (27%), atrás da indicação de obtenção de um novo crédito para a implantação de melhorias em geral (30%). (Fonte: Sebrae Minas – Foto: Freepik)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo