Economia

Crescimento de falências foi de 58,3% em março

Publicado em
Retrato da falência

Com aumento de 58,3% sobre o mesmo mês de 2020, março de 2021 contou com 95 pedidos de falência em todo o país. As empresas de Serviços, seguidas por Indústria e Comércio, puxaram a alta. O crescimento foi de 13,1% na variação mensal. Por porte, a análise mostra que as microempresas continuam à frente (46) das médias (27) e grandes (22).

O resultado acompanha o crescimento da inadimplência das empresas, o que indica as dificuldades enfrentadas durante a pandemia. “Muitos negócios não conseguiram se manter neste período de distanciamento social, e acabaram recorrendo ao pedido de falências para quitar as dívidas com os credores. O grande volume em Serviços é um reflexo do fechamento de restaurantes, cinemas, teatros e outras atividades por conta da pandemia” – comenta o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian.

As requisições de recuperação judicial, com queda nos dois comparativos, se posicionam na contramão destes números. A redução foi de 4,9%, na análise anual. Entre março e fevereiro deste ano, o comparativo apresenta variação negativa de 13,3%. (Fonte: Serasa – Foto: Freepik )

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo