Política

Deputado denuncia privilégios dos “faraós e deuses” do STF

Publicado em
Deputado Cleitinho Azevedo

A distância entre a Corte Suprema dos Estados Unidos e do Brasil (STF) é abismal. Não apenas em qualidade dos serviços prestados à sociedade, mas também em privilégios, gastos etc.

Os privilégios dos ministros brasileiros não existem nos Estados Unidos.

DEPUTADO ESCLARECE

Segundo o deputado estadual Cleitinho Azevedo (Cidadania), de Minas Gerais, os senadores brasileiros não “tocam na ferida” como deve ser tocada.

Falando no plenário da Assembleia Legislativa de Minas, o parlamentar afirmou: “Os senadores ficam de joelho pelo STF. E a gente deve ficar de joelhos só para Deus. O STF não é faraó nem Deus. Eu queria que vocês jogassem esse vídeo nos grupos de WhatsApp, no Instagram , no Facebook; mas, vamos tocar na ferida. E vocês, senadores, eu sou um mero deputado estadual e estou tocando na ferida. Que dia que vocês vão tocar na ferida, vocês que são o órgão mais importante do país, tocar na ferida do STF? Sempre com Democracia…”

E prosseguiu: “O que vou fazer aqui é só uma comparação, prá vocês entenderem como funciona o sistema. Deixem-me mostrar para vocês. Curiosidades sobre a Suprema Corte dos Estados Unidos. A mais rica e poderosa Democracia do mundo tem apenas nove ministros; cada ministro tem direito a apenas quatro assessores; esses, com contratos de dois anos, no máximo;  só o presidente da Corte, escolhido pela maioria, tem direito a carro com motorista; os demais, dirigem e custeiam seus próprios carros e têm direito a apenas uma vaga no estacionamento do tribunal; não há restaurante privativo no prédio, mas, sim, comunitário, e cada ministro arca com sua própria despesa; recebe um ótimo salário, algo em torno de R$ 23.000,00, mas sem qualquer outro adicional;  não existem subsídios tipo auxílio moradia, alimentação, milha de viagem,  paletó, funeral e por aí vai.”

O parlamentar continuou: “Esse aqui é o Supremo dos Estados Unidos. Agora, vou mostrar prá vocês os faraós, os reis, os deuses aqui do Brasil. Vamos comparar aqui o STF do Brasil. Tem 2.450 funcionários, média de 202 funcionários por ministro. Vocês acreditam que um é para arrumar a toga deles? Você tem noção disso?  Assistência médica e odontológica, valor de 15 milhões de reais; auxílio moradia, 1,5 milhão de reais; olhem esses 11 ministros, lembram-se de que nos Estados Unidos não tem isso? Olhem aqui: Educação Pré-Escolar, R$ 2 milhões; R$ 12 milhões com gastos com alimentação, lembrando da licitação de lagostas; vocês têm noção disso, você que é o pagador e que paga isso para eles: R$ 12 milhões. Lembrando que nos Estados Unidos os ministros não têm isso. Auxílio funerário e natalidade, R$ 204 mil reais. Essa é a nossa Suprema Corte aqui, que são faraós, são deuses.” Finalizando, Cleitinho questionou: “E vocês acham que eu tenho medo de tocar na ferida? Eu não tenho, nunca. Então, um mero deputado estadual, um bosta de um deputado estadual aqui questionando. Mas, cadê os senadores? Por isso que eu vou fazer uma coisa com vocês: até o ano que vem, na eleição do ano que vem eu vou fazer desse Senado aí um verdadeiro big brother, eu vou mostrar prá vocês cada um dos senadores aí. Essa turma tem que trabalhar. Essa turma tem que trabalhar só em época de campanha, não. Tá na hora de vocês questionarem o STF. Ou (inaudível) que é mentira? Se eu estiver mentindo…Sempre com Democracia, viu, gente, com todo respeito. Precisa mudar este país, não precisa? A gente não precisa de uma reforma política, a gente não precisa tanto de uma reforma tanto no Judiciário, Legislativo?…” (Aqui, a fala do deputado é cortada) (Foto: Instagram)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo