Cidade e Região

EDITORIAL – Continuidade da Viação Vale do Mucury

Publicado em
Como será a vida em Teófilo Otôni sem o transporte público?

A anunciada possibilidade de encerramento das atividades da Viação Vale do Mucury em Teófilo Otôni encontra ressonância altamente negativa entre toda a população do município, e não apenas do distrito da sede. Também os demais distritos servidos pela empresa ficarão no prejuízo, caso a medida chegue a um ponto tão indesejado.

A empresa encontra resistência à continuidade de suas atividades ao se defrontar com a queda de demanda decorrente das contínuas paralisações provocadas pela pandemia do Novo Coronavírus. Com isso, caiu o faturamento.

Também contribui com a redução do faturamento o instituto da gratuidade, que alcança a casa dos 41% dos passageiros.

Outros entraves à vida empresarial provêm de exigências da administração municipal.

E não podem ser esquecidas as despesas diversas, entre elas a que decorre da folha de pagamento, onde obrigações sociais pesam sobremaneira. 

Num instante como o que vive o município, necessário se faz um entendimento firme, forte e responsável entre a empresa e os poderes municipais Executivo e Legislativo. Exigências às vezes desnecessárias ou só cabíveis em países ultra desenvolvidos, feitas pela Prefeitura, precisam ser apreciadas e jogadas por terra. Não se pode ser mais realista que a realidade.

O Poder Legislativo, também, tem responsabilidades. Não se pode continuar a fazer mercês com o chapéu alheio. A gratuidade das passagens precisa de uma revisão, pois algumas benesses ali estão somente para graça e glória de vereadores que as criaram.

O transporte urbano e interdistrital é público. E, como, tal deve ser incentivado, não levado à inviabilidade operacional.

Lembrem-se, também: nenhuma outra empresa se interessou por operar o sistema de transporte público do município.

Teófilo Otôni é o lugar que amamos, mas, para dar continuidade a esse amor, é necessário que ele exista. E o transporte público faz parte da cadeia que dá sustentação ao existir de todos os municípios.

Este não é um editorial em defesa da Viação Vale do Mucury, mas de Teófilo Otôni, de seu povo e da própria administração municipal. Pense nisso! (Foto: Viação Vale do Mucury)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo