Editorial

EDITORIAL Democracia injusta e podre

Publicado em
Pobre estandarte, enrugado nesta Democracia

“O salário de Lionel Messi no Barcelona segue dando o que falar na Europa. Questionado pelo ‘Corriere della Serra’, Karl-Heinz Rummenigge, dirigente do Bayern de Munique, abordou o assunto e falou que ‘riu’ ao descobrir quanto o camisa 10 ganha no Camp Nou. Para ele, os clubes precisam reavaliar suas estruturas financeiras e pensar em como mudar esse modelo de mercado” – informou o jornalista Antônio Mota, do 90 MIN, no MSN

Os altos salários pagos pelos clubes de futebol em todas as partes do mundo são um grave desafio à justiça humanitária. Enquanto os artistas da bola nadam em quantias altíssimas, os verdadeiros construtores das nações – os trabalhadores de verdade – se “afogam” nos baixos rendimentos e na miséria, com alto percentual necessitando da misericórdia de alguns abnegados cidadãos.

Mas, o fenômeno não se prende apenas ao futebol. Artistas de proa da música também nadam em dinheiro, exibem suas mansões e carrões, às custas e um púiblico pobre que se deixa influenciar pelos meios de comunicação sem a mínima consciência dos males que estão a causar, tendo a Rede Globo como carro chefe.

Na política, deputados senadores vivem nababescamente, como reis que exploram a plebe rude, votando a cada dia mais e mais favores financeiros para si, como se estivessem numa Corte de recursos inesgotáveis. E, nessa esteira, deputados estaduais e vereadores descartam o povo e se enriquecem também.

No Judiciário, sob comando de Gilmar Mendes, os intocáveis magistrados – especialmente na Grande Corte, o STF – comem lagosta e bebem vinhos importados necessariamente premiados em diversos concursos mundiais, enquanto à massa sobra a cachaça de segunda categoria (“incha-pé”) e, de quando em vez, uma cerveja rala menos cara. A grande parte da nação, resta apenas catar as latas nos depósitos de lixo…

E ainda se fala em Democracia, como se este regime fosse necessariamente bendito. Bendito é, em verdade, para os que o defendem em proveito próprio. O problema é que, do outro lado, se coloca o Socialismo, tão podre quanto a nossa Democracia. Deve haver um caminho novo e justo, onde as pessoas sejam, de fato, cidadãos… (Texto: Jornalista José Gonçalves Cangussu – Foto: Freepik)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo