Editorial

EDITORIAL – Novo Coronavírus perde para candidatura a prefeito

Publicado em
Vista parcial aérea de Teófilo Otôni

A Secretaria de Saúde de Teófilo Otôni-MG parou de emitir o boletim epidemiológico do Novo Coronavírus. O último, foi expedido na noite de domingo (18/10/20), quando acusou 101 vítimas fatais da doença.

Com a descisão, a população do município fica sem saber em que pé se encontra a epidemia no município. Nem mesmo na internet encontram-se dados atualizados desde o referido dia 18.

É triste ver que a decisão se encaixa exatamente no período mais acentuado da campanha política para prefeito e vereadores, quando o eleitorado já está prestes a marchar para as urnas. Reeleger ou não o atual prefeito; mudar ou não a administração municipal, colocando na Prefeitura um novo nome…???

Pegou muito mal a decisão, pois levanta suspeitas de que ela se destinou a esconder números que poderiam ser usados por adversários do prefeito para ganhar votos com a criação de um clima de insatisfação com a atual administração. Mas, logo agora, quando tudo caminhava para uma desaceleração do índice de óbitos?

O setor responsável pela divulgação dos eventos na Prefeitura foi desativado, com vistas a seu pessoal prestar serviços ao prefeito em sua campanha política. O chefe da Asssesssoria de Comunicação foi removido do cargo, e, agora, ganha seu salário junto à campanha eleitoral, fazendo propaganda da reeleição do prefeito. Vencida a eleição, ele deverá, claro, ser reconduzido ao posto.

E quem poderia imaginar que o Novo Coronavírus, inimigo pesado da população mundial, perderia para uma candidatura a prefeito numa cidade do interior de um estado de um país da América do Sul? (Foto: Pinterest)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo