Política

Em T. Otôni, esposa de vereador aliado tem privilégio salarial

Publicado em

Até na área da Educação o protecionismo político prevalece em Teófilo Otôni-MG. O prefeito Daniel Sucupira não concede reajuste aos servidores em geral, nem aplica o reajuste determinado pelo Governo Federal aos professores. Isso só não é verdade quando se refere a correligionários, como é o caso da professora Almira Pereira dos Santos. Ela é esposa do vereador petista Aílton de São Miguel do Pita, que vota a favor das matérias do burgomestre até de olhos e ouvidos fechados, na Câmara Municipal.
Almira Pereira dos Santos tem salário mensal fictício de R$ 2.164,61, pois é agraciada com R$ 2.020,30 a título de “gratificação”, mesmo! Com isso, ela consegue fazer com que seu vencimento mensal ultrapasse em muito o de suas colegas, as quais não contam com o sorriso do alcaide teófilo-otonense, chegando a R$4.184,91.
Essa é a justeza da administração petista em Teófilo Otôni, município campeão em baixa qualidade de vida e em pior Índice de Desenvolvimento Humano.
Veja o fac símile da folha de pagamento da esposa do vereador do PT.

(Foto: Facebook/Reprodução)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo