Brasil

Frio mais intenso do século é mentira

Publicado em

Algumas mentiras (fake news) têm circulado nas redes sociais sobre a intensa massa de ar frio de origem polar que chegará ao Brasil nos próximos dias. Por este motivo, a Climatempo preparou uma lista dos fatos que são verdade ou mentira a respeito do assunto.

1 – Brasil terá a onda de frio mais intensa do século: MENTIRA!

A massa de ar frio de origem polar que chegará ao país a partir desta quarta-feira (28/07/21) irá provocar queda muito acentuada de temperatura no centro-sul do Brasil e até em áreas da Região Norte. Na Região Sul, é muito provável que tenhamos a onda de frio mais intensa deste ano, com alta chance de neve nas áreas mais altas das serras gaúcha e catarinense e até no planalto de Santa Catarina entre os dias 28 e 29 de julho. Inclusive, em algumas localidades, há chance de novos recordes de frio. Além disso, a chance para geada é muito alta em praticamente toda a Região, inclusive em Florianópolis , Curitiba e Porto Alegre . Na capital paranaense, a temperatura pode ficar negativa na manhã de quinta-feira, com apenas -1ºC de mínima prevista.

2 – Temperatura pode ficar abaixo de -15ºC no Sul do Brasil: MENTIRA!

Até o dia 24 de julho, a menor temperatura registrada no Brasil em 2021 foi de -8,2°C, no dia 20 de julho, em Urupema , localizada na parte mais elevada da serra de Santa Catarina, conforme medição do Epagri-Ciram. A Clima tempo estima que um novo recorde poderá ser estabelecido, muito provavelmente na serra catarinense ou gaúcha, com algum valor entre -8°C e -10°C.

3 – Sensação térmica pode chegar a -25ºC na serra da Região Sul: VERDADE!

Além da baixa temperatura, a sensação térmica será diminuída pela ação de ventos moderados. Por isso, em áreas altas de serra, especialmente entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a sensação de frio pode chegar a -25ºC.

4 – Há risco de neve no estado do Rio de Janeiro : MENTIRA!

Inicialmente, os modelos meteorológicos até apontavam condições para neve de fraca intensidade na região do Pico do Itatiaia, onde houve registro de -9,9ºC na estação localizada no parque nacional do Itatiaia, a 2.450 m de altitude. No entanto, a Climatempo não confirma a chance de neve para a região, que apenas deve ter geada nos próximos dias. Vale ressaltar que o atual recorde de frio no Brasil, considerando locais habitados, com atividade humana regular, é de -8,2°C no dia 20 de julho, em Urupema, cidade na parte mais elevada da serra de Santa Catarina, conforme medição do Epagri-Ciram.

5 – Onda de frio desta semana será mais duradoura: VERDADE!

Muito provavelmente, o grande diferencial dessa massa de ar frio será a persistência de dias consecutivos com temperaturas mínimas negativas nas áreas de maior altitude da Região Sul (entre -6°C e -10°C) e temperaturas máximas abaixo de 10°C no período de 28 a 30/07.

Na Região Sudeste, as menores temperaturas, mínimas e máximas, deverão ocorrer nos dias 29 e 30/07 (mínimas entre -2°C e -3°C na Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais e máximas abaixo de 15°C em parte da região, especialmente nas regiões metropolitanas de São Paulo e Belo Horizonte). Também são previstas temperaturas negativas em Mato Grosso do Sul (região de Rio Brilhante) e no sudeste paulista (região de Itapetininga).

6 – Temperaturas negativas serão observadas em Porto Alegre: MENTIRA!

A onda de frio desta semana irá provocar diminuição muito significativa nas temperaturas no Rio Grande do Sul, que tem alta possibilidade de neve nos picos mais altos da serra; porém, a região metropolitana de Porto Alegre não tem condições para neve ou temperaturas negativas. Na capital gaúcha, há condições apenas para a formação de geada na quarta-feira (28), quando a temperatura mínima ficará em torno dos 4ºC.

7 – Frio baterá recorde histórico em São Paulo: MENTIRA!

A menor temperatura já registrada na cidade de São Paulo, desde 1943, foi de -2,0ºC em agosto de 1955, na estação meteorológica do INMET no Mirante de Santana, que é a estação oficial para registro de recordes. Na semana passada, a temperatura ficou em -2,3ºC na região metropolitana, mas o registro foi da estação de Marsilac, do CGE; portanto, não pôde ser considerada como recorde.

Nos próximos dias, estações meteorológicas mais ao sul da Grande São Paulo poderão novamente registrar temperaturas negativas, mas no Mirante de Santana não há chance de recorde de frio histórico, apenas de recorde de menor temperatura do ano. O frio mais intenso na cidade será de 4ºC na sexta-feira (30), com risco novamente de geada.

8 – Governos canadense e americano emitiram alerta sobre frio no Brasil: MENTIRA!

O Governo dos Estados Unidos e do Canadá não emitiram alerta sobre frio intenso no Brasil. Na realidade, houve uma confusão com relação aos modelos meteorológicos, que são utilizados como base para as previsões de tempo e clima. De fato, o modelo de previsão americano (GFS) e o modelo canadense (CMC) apontavam frio intenso no Brasil, mas não houve algum alerta por parte das autoridades desses países. (Fonte: Climatempo – Foto: Freepik)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo