Cidade e Região

Fundo Compensador pode atender ao transporte coletivo de T. Otôni

Publicado em

Os transportes coletivos de passageiros urbano e distrital em Teófilo Otôni-MG correm sério risco de colapso. Apesar de a Prefeitura Municipal ter ampliado por mais um ano a concessão da Vale do Mucury Ltda., que há décadas vem servindo à população, o setor está em perigo de paralisação, em virtude da não remuneração dos custos e lucro da empresa.

A utilização dos ônibus por passageiros com direito a passe gratuito, que chegam a quase 50% dos usuários, minimiza a arrecadação, deixando um rombo de caixa insuportável para a atividade.

Diante da situação desastrosa, é necessário que a Prefeitura crie imediatamente um Fundo Compensador, para acobertar a gratuidade, porque, inclusive como pensa a direção da Vale do Mucury, não é justo cancelarem-se as passagens gratuitas. Elas são utilizadas por pessoas necessitadas, que ficariam sem condições sequer de ir a um posto de saúde na eventualidade de um corte.

Fundo Compensador é uma instituição já utilizada em diversas cidades do país. E precisa de urgência, pois um ano passa rapidamente.

A administração municipal precisa estabelecer uma linha de ação voltada para o setor, sob pena de ver extinguir-se o transporte coletivo municipal. Nenhuma empresa vai se interessar por explorar o serviço, se ele não oferta retorno financeiro. Se a Viação Vale do Mucury, que já está instalada na cidade, não vê futuro na exploração do serviço nas condições atuais, imaginem-se as empresas de fora, que aqui teriam que implantar um parque rodoviário, adquirir ônibus, contratar e treinar empregados, montar sistema contábil etc. Se, para a empresa que já tem todo esse investimento feito em Teófilo Otôni a atividade não é rentável da forma como está, o que dizer de quem necessite fazer tal investimento?…

Está mais que no momento de a Prefeitura adotar um novo critério. E, talvez, um Fundo Compensador seja a solução. (Foto: Arquivo DIÁRIO do MUCURI)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo