Cidade e Região

Mais um escândalo na Prefeitura de Teófilo Otôni

Publicado em

A situação da gestão administrativa na Prefeitura Municipal de Teófilo Otôni-MG prossegue no caminho errado, sendo gravíssima. Segundo informações de cidadãos atentos, o prefeito municipal, com sua equipe de amadores, incompetentes, perdulários, irresponsáveis e inábeis perderam todas as condições éticas, morais e intelectuais de continuarem a gerir a máquina pública municipal. “E isso fica evidente continuamente com os inúmeros casos criminosos de improbidade administrativa e malversação do dinheiro público descobertos” – ressaltam
Depois de inúmeras denúncias de servidores “fantasmas” presentes na folha de pagamento, mesmo sem estarem prestando serviços à municipalidade, somadas ao caso de falsidade ideológica envolvendo uma agente de combate a endemias, às contratações em secretarias diversas das que realmente os servidores prestavam serviços (e com pagamentos com verbas “carimbadas” constitucionalmente), e, ainda, os casos dos altos salários e gratificações exorbitantes a aliados, vereadores e seus familiares agora vem à tona outro caso gravíssimo.
O contribuinte descobre que a Divisão de Pessoal da Secretaria Municipal de Administração também fez escandalosas revisões errôneas em vencimentos de servidores (VIDE ANEXO), o que gerou prejuízos aos cofres públicos do pobre e abandonado município, resultando em revolta do contribuinte, que é obrigado a financiar essa farra com o dinheiro público.
O que mais chama atenção é que não há a responsabilização administrativa dos servidores culpados por esses graves “erros”, o que é uma afronta ao contribuinte que cobra atitude e reparações aos cofres públicos.
Depois de tantas denúncias, o que se esperava do alcaide era a exoneração da secretária municipal de Administração (bi-secretária), da diretora da Divisão de Pessoal e de todos os ocupantes de cargos de chefia e assessoramento deste órgão e do secretário municipal de Serviços Urbanos (caso dos funcionários fantasmas do mutirão de limpeza), como forma de homenagear o contribuinte, continuamente desrespeitados nesta trágica e lamentável gestão, que se consolida como a pior da história da cidade.
Registre-se que na folha de pagamento ainda continuam algumas inconsistências, como nos casos denunciados da servidora agrônoma contratada pela secretaria municipal de saúde (mas, que presta serviços à Secretaria Municipal de Agropecuária e Abastecimento) e do caso do filho do cardeal do PT (que recebe diárias de deslocamento, mesmo morando na comunidade rural a que presta serviços).


(Fonte: Cidadãos preocupados com a seriedade administrativa de Teófilo Otôni – Foto: DIÁRIO do MUCURI)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo