Economia

Minas recua 2,6% na produção industrial

Publicado em
Indústria: resultado foi positivo, comparado com 2020

Um recuo de 2,6% frente a junho foi apresentado em julho de 2021 pela produção industrial de Minas Gerais, na série com ajuste sazonal. A produção industrial nacional também mostrou variação negativa de 1,3% para o mesmo período de comparação. Taxas negativas foram apontadas em sete dos 15 locais pesquisados: Amazonas (-14,4%), São Paulo (-2,9%), Minas Gerais (-2,6%), Pará (-2,0%), Rio Grande do Sul (-1,7%), Santa Catarina (-1,5%) e Rio de Janeiro (-1,4%).
Na comparação com igual mês de 2020, o setor industrial nacional mostrou crescimento de 1,2% em julho de 2021, com sete dos 15 locais pesquisados apontando resultados positivos. Vale citar que julho de 2021 (22 dias) teve um dia útil a menos que o mesmo mês do ano anterior (23). Nesse mês, Espírito Santo (9,4%), Minas Gerais (8,6%), Paraná (8,2%) e Santa Catarina (7,8%) assinalaram as expansões mais intensas. Em Minas Gerais, o avanço ocorreu, principalmente, devido ao setor de veículos automotores, reboques e carrocerias (caminhão-trator para reboques e semirreboques, automóveis e caminhões) e máquinas e equipamentos (máquinas para colheita).
Em Minas Gerais, observa-se um avanço de nove das 13 atividades divulgadas, em relação a igual mês de 2020. Os maiores avanços foram observados nas atividades de fabricação de máquinas e equipamentos (71,9%), fabricação de veículos automotores, reboques e carrocerias (43,2%), fabricação de produtos têxteis (21,8%) e metalurgia (15,6%). Por outro lado, as atividades de fabricação de bebidas (-24,5%), fabricação de produtos alimentícios (-6,1%), fabricação de produtos do fumo (-4,8%) e fabricação de celulose, papel e produtos de papel (- 2,7%) apresentaram recuos em julho de 2021 quando comparado com julho de 2020. (Fonte e foto: IBGE-Unidade Minas Gerais)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo