Política

Mucuri e Jequitinhonha abrem encontros regionais do PPAG

Publicado em
Os encontros regionais têm sido realizados de forma remota desde o ano passado

Começaram, hoje (20/10/21), os encontros regionais para discutir a revisão do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) 2020-2023, referente ao exercício de 2022. As reuniões ocorrerão até sexta-feira (22), de forma on-line. O PPAG é o planejamento da atuação do Estado para um período de quatro anos, que é revisto anualmente para adequá-lo ao orçamento do ano seguinte.

A Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) escolheu cinco Regiões Geográficas Intermediárias (ReGInts) para se debruçar sobre os gastos do Executivo em quatro setores distintos: agricultura familiar, assistência social, cultura e recursos hídricos

O primeiro encontro foi das 9 às 12 horas com representantes da região Jequitinhonha/Mucuri, que abrange a ReGInt de Teófilo Otôni. Das 14 às 17 horas, será a vez do encontro regional Sul de Minas, atendendo às ReGints de Pouso Alegre e Varginha.

Nesta manhã, os participantes analisaram as ações e metas propostas pelo Executivo para as áreas de agricultura familiar, cultura e recursos hídricos, deixando assistência social de fora. A previsão do governo é investir R$ 3,8 bilhões na região, o que corresponde a 2,65% do orçamento total estimado para o Estado.

Para a região Sul, a previsão é de investir R$ 3,09 bilhões (2,16%) na ReGInt de Pouso Alegre e R$ 4,5 bilhões (3,16%) na de Varginha. Os representantes vão avaliar os recursos direcionados para agropecuária e assistência social.

Amanhã, pela manhã, será a vez da regional Triângulo Mineiro, que vai debater os temas agropecuária e recursos hídricos. A estimativa de investimento na região é de R$ 3 bilhões para a ReGint Uberlândia e R$ 2,2 bilhões para Uberaba.

À tarde, o encontro será focado nas regiões Central/Norte de Minas. A primeira, que abrange a ReGint de Belo Horizonte, deve contar com 27,2% dos investimentos previstos, totalizando R$ 39 bilhões. A outra, de Montes Claros, fica com a segunda maior fatia: R$ 5,2 bilhões (3,61%). Além dos temas da reunião da manhã, os representantes dessas regiões vão analisar programas e ações para a cultura.

Essa fase de discussão se encerra na sexta (22), com o encontro regional do Rio Doce, composto pelas ReGints de Governador Valadares, que receberá investimentos de R$ 2,48 bilhões, e de Ipatinga, para onde serão direcionados R$ 2,47 bilhões. (Fonte: ALMG – Foto: Arquivo ALMG/Willian Dias)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo