Esportes

Prêmio do Atlético pode ser bloqueado pela justiça

Publicado em
Atlético: muitas dívidas

O pedido da empresa Link Assessoria Esportiva, do agente André Cury, relativo à cobrança de R$ 1.400.000,00 pela contratação do jogador argentino Franco di Santo pelo Atlético Mineiro, foi acatado pelo juiz Carlos Aleksander Romano Batistic Goldman. O magistrado indeferiu o recurso do time de Lourdes, que buscava anular o pedido de cobrança. A decisão aconteceu na quarta-feira (15-12-21)

Como parte da sentença, o alvi-negro ainda foi condenado a pagar as custas judiciais e honorários dos advogados.

Segundo apurou a imprensa da capital, o Atlético Mineiro agora coça a cabeça com a possibilidade de André Cury ter acatado o seu pedido de bloqueio de R$ 33.000.000,00 do clube, relativos ao prêmio pela conquista do Campeonato Brasileiro. Ressalte-se que as dívidas atleticanas com Cury chegam a R$ 40.000.000,00. O agente tem mais de 20 cobranças, decorrentes de negociações com outros atletas, entre os quais se encontram Eduardo Vargas, Guilherme Arana, Luan, Lucas Pratto, Marcos Rocha, Maicossuel, Rómulo Otero, Rosinei e Vina.

Ainda dentro da faixa de problemas do clube campeão, a justiça paulista bloqueou R$ 6.300.000,00 de sua premiação, com vistas ao pagamento de dívidas com o agente Giuliano Bertolucci. (Foto: Elo7/Reprodução)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo