Economia

Recuperações judiciais aumentam 11% em fevereiro

Publicado em
Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Espírito Santo julga pedido de recuperação
Micro e pequenas empresas puxaram alta; comparativo mensal registrou queda de quase 14%
Os pedidos de recuperação judicial em fevereiro de 2020 tiveram crescimento de 11,0% com relação ao mesmo mês do ano passado, com 81 solicitações. O Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações Judiciais revelou que foram as micro e pequenas empresas que impulsionaram a alta, com 53 requisições no período. Segundo o economista da Serasa Experian Luiz Rabi, apesar da alta interanual, o número continua caindo com relação aos meses anteriores. No comparativo com janeiro/20, houve queda de 13,8%. “A expectativa é de melhora na economia; portanto, a tendência deve continuar em 2020” – comenta. Na análise por segmentos, Serviços está à frente dos demais, com 31 pedidos feitos em fevereiro/20, acima dos 27 de fevereiro/19. Comércio e Primário também tiveram aumento no período, com 21 e 5 solicitações, respectivamente. Apenas a Indústria teve queda, passando de 26 em 2019 para 24 neste ano.   SOLICITAÇÕES DE FALÊNCIAS CAEM No segundo mês do ano, as requisições de falências caíram 21,3% na comparação com o ano anterior – 96 contra 122 em fevereiro/18. Na análise com janeiro/20, quando foram feitos 84 pedidos, houve variação de 14,3%. Assim como recuperações judiciais, a maior parte foi de micro e pequenas empresas (53), seguido pelas grandes (27) e médias (16). Já por setor, Serviços aparece em primeiro (43), seguido por Indústria (31) e Comércio (22). (Fonte: Serasa Experian – Foto: Reprodução)
Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo