Política

Teófilo Otôni: servidores municipais entram em greve

Publicado em
No outdoor, servidores municipais contestam pretensão política de Daniel Sucupira

Os servidores da Prefeitura de Teófilo Otôni-MG vão entrar em greve amanhã (17/03/22), após não terem suas reivindicações atendidas pelo prefeito Daniel Sucupira (PT). A comissão de greve encerra, hoje, a visitação aos locais de trabalho iniciada na segunda-feira (14/03/22), com vistas a convencer os colegas a participarem da paralisação.
A decisão unânime de partir para a greve foi tomada em assembleia extraordinária realizada pelo Sindiseto (entidade representativa dos servidores municipais locais) na noite da última sexta-feira (11).

DESCASO
Segundo o Sindiseto, “o movimento dos trabalhadores é uma resposta ao descaso da administração do prefeito Daniel Sucupira em relação às reivindicações de direitos básicos: concessão da revisão salarial geral anual (que, contrariando a Lei, não é aplicada desde 2016, causando perdas ao bolso do trabalhador na ordem de 51,92%) e concessão de reajuste de 33,24%, com a devida retroatividade no piso salarial do Magistério (no valor de R$ 3.845,63) – conforme prevê uma portaria, de fevereiro, do Governo Federal.
A entidade classista reforçou que, “durante a greve, os servidores vão exigir, também, a revogação do artigo 2º do Decreto 6.520, de 9 de maio de 2011, que prevê desconto sobre a gratificação, mesmo em caso de faltas justificadas – demanda também aprovada na assembleia”.

HÁ MAIS DE UM MÊS
A greve determinada na assembleia do último dia 11 encerra um ciclo iniciado no dia 2 de fevereiro último, quando o Sindiseto protocolou junto à administração municipal um ofício reivindicando a imediata reposição salarial. Dois dias depois, a entidade oficializou o pedido de reajuste do piso salarial do Magistério, diante da Portaria do Governo Federal que concedeu o benefício.
Segundo o Sindiseto, desde o dia 9 de fevereiro um posicionamento da Prefeitura vem sendo solicitado. Naquela data, as demandas foram levadas ao secretário de Governo, Tarcirley Mariniello.
Segundo ainda a mesma fonte, nos dias 17 e 19 de fevereiro, em assembleia virtual, o funcionalismo deu aval, por unanimidade, às ações reivindicatórias.
No dia 8 de março corrente, “a grande manifestação pelas ruas de Teófilo Otôni sacramentou a postura firme do Sindicato e a união dos servidores em torno das justas reivindicações”.

COMISSÃO
A comissão de greve é composta pelos seguintes servidores municipais: Adeílson Krettli, Kamille Cristina Freitas, Kátia Tameirão, Karina Lopes de Almeida, Alano Gomes (Educação), Glaucilane Batista Silva, Betânia Silva de Almeida Castro, Rosevando Nunes Ferreira, Damares Rodrigues de Oliveira, Adriana Lima (Saúde), Lília Carla Vieira Esteves, Arlindo Soares dos Santos, Saulo Farone e Davson Gomes (Administração Geral). (Foto: Facebook/Reprodução)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo