Cidade e Região

Transportes urbano e regional de T. Otôni param a partir de 11 de setembro

Publicado em
Vereador Gabriel Gusmão quer o MP na decisão

A Viação Vale do Mucury Ltda. notificou a Prefeitura de Teófilo Otôni-MG avisando que efetuará a paralisação dos serviços de transportes urbano e regional de passageiros a partir do dia 11 de setembro entrante. A informação foi prestada ao DIÁRIO do MUCURI pelo vereador Gabriel Gusmão, que explicou que no dia 10 encerra-se o contrato da empresa com a municipalidade.
O parlamentar não disse, mas, sabe-se que a Vale do Mucury viu impossibilitada a continuidade dos serviços diante das várias exigências colocadas pela Prefeitura, especialmente a continuidade de gratuidade de passagens para diversos públicos. A gratuidade estaria em torno de 50% dos passageiros, inviabilizando o fluxo de caixa entre faturamento e despesa.

SEM RETORNO
Gabriel Gusmão disse que “não há alguma perspectiva de retorno, nem de solução, tendo em vista que o Poder Executivo omite informações e exclui o Poder Legislativo de qualquer tratativa sobre esse assunto”.
Questionado sobre o que a Prefeitura estaria fazendo para solucionar o problema, o parlamentar disse: “Até o momento, o Poder Legislativo desconhece qualquer ato oficial da Prefeitura Municipal relacionado ao assunto. Fazemos nossas indagações, mas nunca somos atendidos ou respondidos. Transparência zero.”

CAOS
Interrogado sobre o que se prevê sobre a situação, Gusmão foi taxativo: “Prevê-se que o caos está próximo, mas o caos foi visivelmente planejado pela Prefeitura, que visa a se desvencilhar de obrigações impostas pelo Poder Judiciário por ocasião de ação popular que visava ao reparo da licitação até então aberta. Querem contratar os apadrinhados e usar a Vale como fomento político populista.”
O DIÁRIO do MUCURI perguntou: Qual a condição da população nesta situação?
O vereador respondeu: “Aguardar. O MP (Ministério Público) não se manifestou sobre o assunto. A Câmara (de vereadores), enquanto instituição, também não. Mas, nós, nosso gabinete, já. E já tomamos nossas providências.
Qual é a sua posição diante da questão?
Gabriel Gusmão respondeu: “Lamentável o nível a que chegou o Poder Público em Teófilo Otôni. Política, dinheiro e poder estão atrasando a vida do povo de Teófilo Otôni. Individualmente, nada há que possamos fazer, tendo em vista que sequer o MP se manifestou, haja vista ser este um problema público e notório, e que atinge a toda a coletividade, podendo/devendo o MP agir de ofício.”
O DIÁRIO do MUCURI tentou contatar o prefeito Daniel Sucupira, bem como a sua assessoria de imprensa, mas não foi atendido. (Fonte e foto: Gabriel Gusmão)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo