Saúde e Beleza

Vacinas Janssen e AstraZeneca são ruins para extravasamento capilar

Publicado em
Inchaço: uma das consequências das vacinas Janssen e AstraZeneca em portadores da Síndrome de Extravasamento Capilar

A Janssen e a AstraZeneca deverão mudar as bulas de suas vacinas contra o Novo Coronavírus, com vistas a declarar a inadequação dos dois produtos para uso por pessoas portadoras da síndrome do extravasamento capilar. A recomendação para tal procedimento é da Anvisa, depois de monitoramento do perfil de eventos adversos após uso desta vacina no Brasil e no mundo.

Segundo a Anvisa, a síndrome de extravasamento capilar é uma condição muito rara e grave: “Ela causa vazamento de fluido de pequenos vasos sanguíneos (capilares), resultando em inchaço nos braços e pernas, baixa pressão arterial, espessamento do sangue e baixos níveis de albumina, uma importante proteína do sangue.”

“Na Europa, os casos avaliados pela Agência Europeia de Medicamentos (European Medicines Agency – EMA) também apresentavam histórico familiar de síndrome de extravasamento capilar.  Trata-se de evento adverso raro, mas potencialmente grave. A Anvisa já recebeu relato de uma suspeita de síndrome (no Brasil) após vacinação e está avaliando o caso. Países como Canadá já fizeram recomendação semelhante.

Dessa forma, pessoas vacinadas com plataforma adenoviral, como os imunizantes da Janssen e da Astrazeneca, devem procurar assistência médica imediata se sentirem sintomas como inchaço rápido nos braços e pernas, aumento repentino de peso nos dias seguintes à vacinação ou sensação de desmaio (devido à pressão arterial baixa). (Fonte: Aline Gonçalves – Foto: HypeScience)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo