Política

Vanessa Silva, mulher negra, fala contra o vitimismo negro

Publicado em
Vanessa Silva

Com referência ao “Dia da Consciência Negra”, Vanessa Silva, mulher de cor negra, veiculou um vídeo nas redes sociais questionando o valor dos movimentos que tratam a problemática do racismo com vitimismo. Tais movimentos, normalmente, são criados por militantes da esquerda política.

Vejam o que ela diz:

“Bom dia, patriotas. Sou Vanessa Silva; um grande beijo prá todos vocês.

Hoje, chegou no Dia da Consciência Negra, essa vergonha que o movimento negro faz questão de comemorar.

Esses mesmos negros que gritavam ‘Lula Livre’; esses mesmos negros que idolatram Zumbi dos Palmares, um verdadeiro bandido que escravizou o próprio povo, que estuprou mulheres; esse mesmo movimento negro que esconde a verdadeira história de Ganga Zumba, que não reconhece a nossa redentora Princesa Izabel.

Esse mesmo movimento negro que omite, que até hoje não emitiu alguma nota do maior negro votado deste país, que é o Hélio Bolsonaro.

Esse mesmo movimento negro que fala que eu sou racista por eu usar um aplique, uma lente de contato; que me chama de racista por eu ser bolsonariana; esse mesmo movimento negro que diz que só tenho que namorar com negro, que me chama de ‘palmiteira’.

Esse mesmo movimento negro que faz questão…, que não elucida para os negros a verdadeira história de Luiz Gama, dos irmãos Rebouças, de José do Patrocínio. Eles escondem a verdadeira história.

Eu repudio esta data de hoje. Consciência humana é o que importa. Nós formaremos um grande grupo de negros conservadores e patriotas. Aguardem e contem com isso.

Graças a Deus, nós tempos negros libertos dessa senzala ideológica. Libertem-se. O negro pode conquistar o que quiser, basta querer. Nós não somos inferiores a nada nem a ninguém. Parem com esse vitimismo…” (Fonte: Grupos Sociais – Foto: You Tube)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo