Política

Verba carimbada da Saúde paga servidora de gabinete na Prefeitura de Teófilo Otôni

Publicado em
Teófilo Otôni, onde a administração municipal faz coisas fantásticas

O PT é um partido político envolvido em diversos tipos de crime no país. Contudo, prega constantemente a moralidade, na busca de votos para ocupar o Poder nos mais diferentes níveis.
Segundo denúncia chegada ao DIÁRIO do MUCURI, em Teófilo Otôni o comportamento do partido, que ocupa a Prefeitura, não é diferente. Os denunciantes apontam que a servidora Ana Luísa Pinheiro Souza, admitida como enfermeira, presta serviços burocráticos junto ao gabinete do secretário Pio de Castro, mas recebe verba carimbada da Saúde.

Segundo a folha de pagamento de Ana Luísa, seu salário é de R$ 1.277,55. Contudo, mesmo trabalhando em gabinete, ela é favorecida com “gratificação atenção básica” de R$ 400,00. E ainda tem “complementação atenção básica” de R$522,45. E, emudeçam: recebe R$238,70 por “insalubridade”(?). Ora, se o gabinete do secretário é “insalubre”, todos que ali prestam serviço têm que receber a benesse, inclusive o próprio secretário. Acham que acabou a colcha de benesses? Ainda se agrega a seu salário uma hilária “gratificacão plantão” de R$300,00.
Pegue-se uma calculadora e somem-se todas as vantagens: de R$ 1.277,55, o salário da servidora saltou para R$2.738,70. Vale ou não vale a pena atuar na Prefeitura de Teófilo Otôni?
As pessoas que denunciam o fato perguntam: “Qual é a moralidade existente em tal procedimento?”
VEJA, A SEGUIR, O FAC SIMILE DA FOLHA DE PAGAMENTO DE ANA LUÍSA PINHEIRO SOUZA.

(Fonte: Pessoas de bem preocupadas com a moralidade na administração de Teófilo Otôni – Foto: Polícia Militar de Minas Gerais )

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo