Política

Voto só em presidente é válido

Publicado em

Desinformação, já espalhada em 2018, voltou a circular no WhatsApp e mente ao criar o “’voto parcial”
Voltou a circular, nesta segunda-feira (09/05/22), principalmente no WhatsApp, uma desinformação que já foi espalhada em 2018.

O texto mente ao dizer que a Justiça Eleitoral anula o voto quando é escolhido somente o candidato para presidente, e os demais votos para os outros cargos eletivos forem “em branco”. A desinformação argumenta falsamente que todos os votos seriam então anulados, porque estaria configurado um suposto “voto parcial”, ou “voto solteiro” inexistente no sistema eleitoral brasileiro.
No caso hipotético sugerido pela desinformação, o cômputo do voto válido para presidente da República não ocorreria, pois, os votos “em branco” dados aos demais cargos invalidariam o voto dado para presidente.
A urna eletrônica contabiliza de forma independente o voto digitado em cada cargo eletivo, como determina o artigo 61 da Lei 9504/1997 (Lei das Eleições).
O voto poderá ser exercido sem restrições como a escrita na mensagem, que sugere falsamente a existência do “voto parcial”. Neste ano, cada eleitor irá votar para cinco cargos eletivos: deputado federal, deputado estadual, senador (uma vaga), governador de estado e presidente da República. Mas, poderá votar somente para presidente, se assim o desejar.

A MENTIRA
A mentira que circula no WhatsApp, e que o O TSE e a agência E-Farsas já haviam desmentido, tem o seguinte texto:

“Só um aviso aqui, galera. Ontem, passei pelo treinamento para os trabalhos para a justiça eleitoral. Lembrem-se de votar em todos os candidatos. Se votar só em presidente, e votar em branco nos outros, o voto é tido como voto parcial. Logo, seu voto é anulado. Só computa voto válido quando o voto é completo. Questionei isso lá, dizendo que a sociedade não tinha ciência de que voto parcial não é computado como voto válido. Questionei indignado, mas a instrutora foi bem clara em dizer que não era computado. Logo, vamos ficar espertos. Repassem a todos.” (Fonte: Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais – Foto: Freepik/Reprodução)

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visitadas

Topo